DICAS PARA REDUÇÃO DE CUSTOS COM FRETE

Em um cenário econômico instável, a palavra de ordem da maioria das empresas é “redução de custos”. Mas, cortar custos repentinamente se mostra um desafio para a maioria das indústrias brasileiras. Paralelamente, existem dados que comprovam que 12% do faturamento total das empresas é gasto com logística. Surge aí uma ótima oportunidade de redução de custos com frete. No texto de hoje, daremos detalhes de como cortar gastos na área de logística: 

Escolha uma boa transportadora

Essa é uma parte fundamental. Quando é realizada a cotação de fretes, é importante não somente comparar preços, mas também a qualidade do serviço. Existem muitas transportadoras no mercado, mas é necessário avaliar qual se encaixa melhor nas necessidades da empresa. Por vezes o barato pode sair caro, por isso é de extrema relevância entender a reputação e o nível da qualidade dos serviços de cada transportadora. Tudo isso contribui para uma negociação de fretes muito mais tranquila e proveitosa para ambas as partes. Além disso, essa medida ajuda na redução de custos com frete pois facilita a negociação de valores. 

Planejamento e provisionamento de frete para redução de custos

Planejar é outro passo essencial para uma boa redução de custos com frete. Entender e mensurar o quanto por mês será gasto com transporte, a quantidade de mercadorias que serão transportadas, quantas transportadoras serão utilizadas, todos esses dados são muito importantes para um direcionamento certeiro da verba destinada para entregas. 

Além disso, é quando se constrói um planejamento que é possível entender onde é necessário fazer melhorias e reparos, e qual setor está funcionando bem. Essa atividade dá uma visão mais clara da operação como um todo. 

O provisionamento de frete, outro fator que está sempre – ou deveria estar- no planejamento dos gestores é feita de maneira mais assertiva e no momento correto com uma tecnologia adequada. As estimativas são apresentadas de forma muito mais precisa e mais rica em detalhes, ajudando o embarcador a se planejar para os meses futuros.

Tenha indicadores de desempenho 

Controle é uma palavra que virou sinônimo de redução de custos. E a melhor forma de aliar essas duas coisas é possuir KPI´S precisos e atualizados constantemente. Aqui estão alguns dos principais KPI´S utilizados na logística:

  1. ROI (Retorno sobre investimento)
  2. OTIF (On time in full)
  3. Tempo de espera para solução de eventuais problemas
  4. Custo operacional total
  5. Tempo médio de carga e descarga

Além disso, é necessário também dimensionar e incluir nos relatórios as taxas e tarifas de frete que são cobrados. Todos esses fatores influenciam na hora de compor o preço do frete, e ter dados que embasam decisões assertivas é a melhor forma de reduzir custos para o negócio. A tecnologia é uma grande aliada nesse ponto, pois relatórios gerados por trabalho humano, por mais detalhistas que sejam, ainda são passíveis de erros. Um sistema de gerenciamento de transporte por exemplo armazena todas as informações necessárias para compor variados tipos de relatórios, de forma rápida e isenta de erros. 

Prevenção de acidentes e avarias na carga para redução de custos com frete

Entender a necessidade de prevenir e antecipar cenários de avarias e acidentes com a carga é uma forma de estancar o prejuízo iminente. Segundo o jornal O Globo, o Brasil registrou 22 mil roubos de carga em 2018. Esse número acende um alerta para os embarcadores nacionais, pois esse número tende a aumentar em 2019. 

Ter um bom sistema de prevenção de acidentes ou uma torre de controle que gerencie acidentes ou avarias na carga é fundamental para atingir a redução de custos esperada. Pois, nesse caso, a principal economia se encontra no consumidor final. A pior coisa que pode acontecer com uma empresa é perder um cliente fiel devido a atrasos em entregas ou cargas danificadas. Por isso, se antecipar e ter práticas de gestão de entregas, torre de controle, gestão de ocorrências, entre outros, é fundamental. 

Crie rotas otimizadas

Criar rotas inteligentes é outro componente essencial para a redução de custos. Existem muitas variáveis que compõem um cálculo de frete, e a rota escolhida é uma delas. Fatores como distância de ponto de partida e entrega, prazo, gastos com pedágio e combustível, trânsito, estado das estradas, eventuais obras ou acidentes que interrompem a circulação de veículos, são coisas  que se deve levar em conta. Por isso, roteirizar as cargas é outra forma extremamente eficiente de reduzir custos na parte de transportes. Selecionar o melhor caminho a ser percorrido pode fazer uma profunda diferença em relação aos concorrente. 

ebook-gratis-manual-completo-do-embarcador

Auditoria de fretes a serviço da redução de custos com frete

Por último, mas não menos importante, a auditoria de fretes. Essa prática é benéfica para empresas de todos os tamanhos e segmentos, pois faz uma diferença expressiva no valor final pago com transporte. A prática consiste na conferência de todas as faturas emitidas, para entender se o valor é compatível com o acordado com a transportadora. Parece uma coisa simples, mas empresas já reduziram até 20% de custos apenas excluindo e reparando pagamentos indevidos. Essa é uma das principais medidas para uma redução de custos com frete a curto prazo e expressiva. 

Alguns dos principais erros que ocorrem diagnosticados pela auditoria de frete são:

Erro no cálculo do frete

É mais comum do que se imagina. Nesse caso, a cobrança acordada pode vir ou maior ou menor que o previsto anteriormente. Quem acaba levando prejuízo em 90% dos casos é a empresa, que valida as notas, deixando esses erros passarem despercebidos. 

Tabela de frete irregular

Implementar a tabela de frete já é um processo extremamente complexo, especialmente porque apesar dela, as transportadoras utilizam padrões diferentes para calcular algumas questões que compõem o frete. A tabela se tornou algo tão controverso que foi cancelada temporariamente pelo Governo Federal. Portanto, é importante ficar atento a alterações. 

Cobranças duplas

É um erro das transportadoras que muitas vezes passa batido pelo embarcador. Muitas vezes, a transportadora envia a mesma nota duas vezes e a empresa acaba pagando apenas um frete duas vezes. Novamente, o prejuízo recai sobre a empresa contratante. 

Cobrança de serviços inexistentes

Muitas vezes, a transportadora também acaba cobrando serviços que não foram prestados, por exemplo, uma entrega que se perdeu no meio do trajeto. Por isso é necessário estar sempre atento a esses fatores, além de se blindar com seguros e uma auditoria bem feita para que esses casos não passem despercebidos. 

A tecnologia como aliada da redução de custos com frete

Como já visto anteriormente, são muitos os processos e etapas para atingir uma redução de custos satisfatória para o negócio. Mas, nessa hora, a tecnologia se mostra uma poderosa aliada dos embarcadores, pois para todas as etapas citadas anteriormente (desde roteirização até a auditoria de faturas) existe um sistema desenvolvido para auxiliá-los, como o TMS  e a Torre de Controle, além de empresas de outsourcing logístico, que são especializadas em resolver conflitos nessa área, mostrando um potencial de ganhos enorme para qualquer empresa. 

conheca-a-everlog

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Dicas sobre Gestão de Fretes & TMS Embarcador


Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades:

x

Fale Conosco

x

Ligamos para Você