COMO EVITAR ERROS NA TABELA DE FRETE?

No início de janeiro foi divulgada pela ANTT a nova resolução que determina os critérios para as tabelas de frete que entram em vigor em 2020. A tabela de frete é um instrumento muito importante no cenário logístico, já que ela serve para precificar os serviços de transporte. Entretanto, por mais que a tabela seja essencial, sua formatação traz complexidade e pode acarretar vários erros. Veja quais são e como evitar os erros na tabela de frete.

O que é a tabela de frete?

As tabelas de frete são um compilado de informações que são usadas para mensurar e definir o preço que deve ser pago pelo serviço do transporte. Elas são compostas por diversas variáveis que se adaptam ao frete a ser realizado e, assim, determinar qual o preço a ser pago. 

Sendo assim, as tabelas descrevem os preços dos fretes e são úteis para agilizar a precificação. Normalmente, as transportadoras já possuem uma tabela padrão que é apresentada nas negociações (BIDs e cotações). 

Não existe um formato oficial para uma tabela de frete, pois elas são confeccionadas pelas transportadoras que oferecem e cobram pelo serviço. No entanto, os componentes delas são obrigatórios e determinados pela ANTT. Algumas regras são acrescentadas anualmente, mas existem critérios sólidos na composição de todas as tabelas de frete. São eles:

  • > O tipo de carga (vaga valiosa, carga frágil, etc);
  • > Quilometragem, rota e endereço de entrega;
  • > Tipo de veículo que será utilizado;
  • > Peso e volume da carga;
  • > Riscos; 
  • > Impostos, pedágios e taxas extras.

ebook-gratis-manual-completo-do-embarcador

Como evitar erros na tabela de frete?

Já citamos que o uso da tabela de frete pode trazer algumas complicações para os responsáveis pela logística, isso acontece por causa da alta complexidade das informações que constam nela. As tabelas, geralmente, são bastante densas, uma vez que todos os dados relevantes para a precificação constam em um único documento. 

O compilado dos critérios da tabela podem gerar um certo transtorno, porque as informações são extensas e precisam sempre estar atualizadas. A complexidade do desenvolvimento da tabela pode gerar divergências que acabam atrapalhando as operações no futuro das transações. Os erros na tabela de frete são vários e precisam deixar de ser comuns. Alguns exemplos:

  • Cálculo do peso cubado

A cubagem é um fator complicado de calcular, pois depende de algumas variáveis específicas, portanto, o erro no cálculo do peso cubado pode atrapalhar as transações.

  • Taxas de dificuldade da entrega

Muitas vezes as tabelas não contemplam taxas relacionadas a dificuldade da entrega, como a reentrega. Deixar de classificar e cobrar essas taxas é um grande erro.

  • Atualização dos valores

Outro erro muito comum é a falta de atualização dos valore. Quando os valores não estão atualizados, a cobrança fica totalmente errada, causando enorme retrabalho e complicações.

 

A fim de evitar esses erros na tabela de frete, os valores e acordos feitos precisam ser corretos e assertivos. Sendo assim, manter a tabela atualizada e completa, vai evitar muita dor de cabeça. Então, para evitar os erros na tabela, elimine os erros humanos, aposte em tecnologia, e esteja por dentro de todas as atualizações necessárias. 
conheca-a-everlog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Dicas sobre Gestão de Fretes & TMS Embarcador


Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades:

x

Fale Conosco

x

Ligamos para Você