MELHORES PRÁTICAS PARA O BID DE FRETES ANUAL

Mais uma vez tomar uma decisão assertiva no setor de logística e transportes é essencial para que toda a operação apresente bons resultados. O gestor que realiza a contratação dos fretes tem grande responsabilidade em suas mãos, uma vez que essa decisão afeta todos os aspectos da área. Então, a fim de conseguir optar pelo melhor transportador para realizar ou continuar realizando os serviços de frete da empresa, o processo de BID foi criado. No texto de hoje, mostraremos algumas características que irão apontar as melhores práticas para o BID de fretes anual.

O que é o BID de fretes anual

Já explicamos nesse blog o que é o BID de fretes, essa modalidade de contratação que têm se mostrado cada vez mais útil para as tomadas de decisão no universo logístico de transporte. O processo normalmente acontece anualmente, já que envolve, na maioria das vezes, muitos critérios, muitos participantes e grandes operações. 

O BID de fretes anual, então é uma competição entre alguns transportadores, visando entender qual oferece o melhor custo-benefício. Ele pode determinar a contratação de novos operadores logísticos ou definir quais das transportadoras já contratadas continuarão prestando serviços para a empresa. Sendo assim, a atividade é essencial para analisar e decidir concretamente a melhor opção.

ebook-gratis-manual-completo-do-embarcador

Por que realizar o BID de fretes anual?

Concluímos que o BID de fretes anual pode ser um diferencial bastante influente na sua operação de fretes. Por se tratar de um processo que exige muitos cuidados e critérios extremamente minuciosos, o resultado do BID é super confiável. Assim, apostar nele pode acabar trazendo ótimos resultados.

Entretanto, a complexidade da decisão pode deixar o processo um tanto moroso e necessitado de vários cuidados para não falhar. Ainda sim, quando aplicado da forma correta e seguindo indicadores importantes, o BID é capaz de agregar benefícios notáveis na gestão de transportes e contratação de transportadores. Listaremos alguns desses benefícios a seguir:

  • > Garante o preço justo no frete dos produtos;
  • > Analisa profundamente as práticas e preços do mercado logístico; 
  • > Define KPIs e SLAs importantes para serem aplicados na futura operação; 
  • > Reforça contratos mais longos e duradouros.

Cuidados ao realizar 

Como já afirmamos, o BID de fretes requer atenção especial. Por se tratar de um processo grande, é fácil se perder do propósito da atividade. Para que tudo ocorra como planejado e que o gestor possa aproveitar todos os benefícios do BID, certos cuidados devem ser tomados. 

Definição dos critérios 

Definir exatamente aquilo que será cobrado dos participantes do BID vai ajudar bastante no delineamento do processo. Afinal, saber o que buscar nos competidores é a proposta do bidding process. Então, os gestores precisam determinar quais os critérios a serem seguidos, como: documentos, indicadores, SLAs, experiência, performance, entre outros. É nessa etapa que o formulário RFI (Request for Information) é formatado e será enviado no convite aos participantes.

Quais serão os participantes 

Decidir a lista de fornecedores que farão parte do BID também é de extrema importância, porque qualquer um deles poderá ser o transportador “ganhador”. Assim, os escolhidos para participar tem que seguir alguns indicadores importantes, como: estrutura e frota, experiência, formato do negócio (autônomos, transportadora, etc.), validação da saúde financeira, reputação, entre outros.

Como convidar os participantes 

Depois de decidir a lista de fornecedores, o convite deverá ser feito e, para aqueles que aceitarem participar do BID, será enviado o formulário RFI. Esse convite precisa ser feito de forma direta e concisa, para evitar mal entendidos. O cuidado dessa etapa é garantir que o formulário seja simples e assertivo, formulários muito extensos desanimam o participante e pode interferir nas respostas.

Escolhendo os vencedores

Muitos gestores optam por escolher o fornecedor  que apresenta o melhor(menor) preço, esse é um critério importante, mas não é o único a ser levando em consideração. Focar em outros indicadores vai garantir que o melhor fornecedor seja escolhido. Então, conhecer o transportador a fundo é um passo importante, buscar dados de desempenho, qualidade do serviço, estado da frota e saúde financeira são essenciais.
conheca-a-everlog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Dicas sobre Gestão de Fretes & TMS Embarcador


Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades:

x

Fale Conosco

x

Ligamos para Você