ANTT FAZ ALTERAÇÃO NO FRETE MÍNIMO

Em 26 de maio de 2020, a Agência Nacional de Transportes Terrestres, mais uma vez, publicou uma alteração nos pisos mínimos de frete. A mudança se deu pela oscilação no preço do combustível e desagradou caminhoneiros, que mais cedo neste ano pediam o congelamento do preço do diesel.  Os novos valores para o frete mínimo estão valendo até que haja nova alteração.

ebook-gratis-manual-completo-do-embarcador

Alteração no frete mínimo 

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) decidiu, na Reunião de Diretoria desta terça-feira (26/5),  que haverá a atualização dos coeficientes dos pisos mínimos, referentes à Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas. 

A decisão foi motivada pela lei  Lei nº 13.703/2018, que determina que sempre que ocorrer oscilação no preço do óleo diesel no mercado nacional superior a 10% em relação ao preço considerado na planilha de cálculos, para mais ou para menos, nova norma com pisos mínimos deverá ser publicada pela ANTT, considerando a variação no preço do combustível.

Desde abril de 2020, a Agência Nacional de Transportes Terrestre já estava estudando as possibilidades de reduzir o valor do frete. Isso, porque com a pandemia as demandas de transporte registraram uma queda considerável. Sendo assim, a alteração no frete já estava em pauta, mas não deixou de desagradar os caminhoneiros que já antecipavam essa mudança. Além disso, a ANTT já publicou diversas ações emergenciais que foram implantadas para reduzir os impactos negativos da pandemia. 

Vale ressaltar que a alteração no frete mínimo já está valendo e que está sujeita a novas mudanças, já que depende de fatores externo. Você pode conferir todas as alterações publicadas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres em 26 de maio de 2020, é só clicar aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Dicas sobre Gestão de Fretes & TMS Embarcador


Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades:

x

Fale Conosco

x

Ligamos para Você