QUEDA NA DEMANDA DO TRANSPORTE DE CARGAS PREOCUPA

A crise mundial causada pelo COVID-19 ainda está tirando o sono de muitas pessoas e as consequências da pandemia não param de aparecer. Além do enorme pesadelo que acomete a área da saúde, a doença facilmente transmitida pelo novo coronavírus ainda impactou outros setores relacionados à economia. Por conta do isolamento e distanciamento social proposto por autoridades da saúde, as necessidades e hábitos de consumo se transformaram para se adaptar ao cenário. Deste modo, indústrias de setores específicos foram prejudicadas e enfrentam um ambiente desafiador e competitivos. De forma geral, fora registrada uma queda de quase 50% na demanda do transporte de cargas no Brasil. 

ebook-gratis-manual-completo-do-embarcador

Queda na demanda 

As mudanças trazidas pela situação do coronavírus são inúmeras, estamos passando por cenários nunca experienciados antes. A quarentena decretada pelo Estado, por exemplo, definiu que apenas atividades essenciais permaneceriam funcionando. Além disso, a atividades de exportação e importação ficou defasada pelo fechamento de portos chineses e de outros países. A somatória de ações emergenciais prejudicaram o andamento e planejamento econômico da maior parte das indústrias. 

Consequentemente, a logística também sofreu os impactos, afinal, se o consumo de produtos específicos cai, a necessidade de transportá-los acompanha a queda. Sendo assim, o impedimento da comercialização de produtos e serviços não essenciais contribui para a queda na demanda do transporte de cargas.

Em uma pesquisa realizada semanalmente pela NTC&Logística e empresas associadas registrou em 20 de abril uma queda de 45% na demanda do transporte de cargas. Essa pesquisa leva em consideração diversos setores e produtos, além do formato de transporte. Vale ressaltar que essa porcentagem saltou 19 pontos desde a primeira aferição, em meados de março, em que registrou uma queda de 26%. O presidente NTC&Logística declarou: “Não conseguimos prever até quando continuará essa crise. Temos acompanhado e passado as informações para órgãos governamentais para que eles fiquem por dentro de como as empresas de transporte de cargas estão sendo atingidas”.

Os problemas envolvendo as demandas do transporte de cargas perturba a as indústrias e os prestadores de serviço, que são diretamente impactados com a queda do volume de fretes contratados. Diante disso, é sabido que a situação geral não é otimista, mas algumas soluções estão representando grandes aliadas nessa pandemia. Ferramentas que usam da tecnologia para otimizar os processos logísticos estão ajudando muito durante a crise, pois elas são capazes de reduzir custos e aumentar a eficiência. Esses dois fatores determinam a competitividade de uma empresa e fazem a diferença em um cenário tão tenso como este.
conheca-a-everlog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Dicas sobre Gestão de Fretes & TMS Embarcador


Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades:

x

Fale Conosco

x

Ligamos para Você