Gestão de Transporte e terceirização: Como contratar

A gestão de transporte traz muitos benefícios, e cada vez mais empresas fazem uso desse tipo de atividade.
Inúmeros são os benefícios da terceirização, mas  alguns pontos que devem ser observados. Segurança das informações, qualidade do serviço e alinhamento com o negócio, sem dúvida, são os principais pontos de atenção na hora de contratar um provedor desse tipo de serviço. Veja os motivos:

SEGURANÇA DAS INFORMAÇÕES

Quando se trata de  Gestão de Transporte, o provedor de serviço tem acesso a informações sensíveis das empresas, como tabelas de preço e dados de embarque. Por isso a necessidade de alinhar cuidadosamente os processos que irão lidar com esses dados e sempre auditar o ambiente na busca de vulnerabilidades com a entrada do novo fornecedor. É importante, também, fazer um contrato de confidencialidade com uma cláusula específica de segurança. E que exija pagamento de multa para incidentes envolvendo os dados corporativos.

QUALIDADE DO SERVIÇO DA TERCEIRIZAÇÃO NA GESTÃO DE TRANSPORTE

O provedor de serviço, como qualquer outra empresa, é motivado pelo lucro. Em função disso, muito cuidado com a forma de contratação pois como a maioria dos contratos possuem valor fixo, a única maneira de aumentar o lucro é reduzindo as despesas. Com isso, podemos ter a contratação de profissionais de baixo desempenho e acúmulo de funções, além de ferramentas e processos ineficientes. Em médio prazo, a baixa qualidade do serviço prestado será visível. Pois nem sempre o acordo de nível de serviço são suficientes para garantir que o serviço será entregue com qualidade. Assim sendo, é importante selecionar provedores que fazem uso das boas práticas de mercado.

ALINHAMENTO COM O NEGÓCIO:

É importante que o fornecedor tenha total entendimento sobre o negócio do cliente. Existem casos em que a comunicação não é clara e o resultado não sai de acordo com o projetado. No passado, alguns gestores acreditavam que terceirizar a área de logística significava livrar-se da responsabilidade com pessoas e custos diretos. Porém, não é difícil encontrar situações onde a contratante intervém na operação.

A abordagem desse assunto pela área de negócio requer atenção, paciência e análise criteriosa dos riscos e benefícios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades:

x

Fale Conosco

x

Ligamos para Você